{{articleDetail.tags[0]}}

{{articleDetail.title}}

Dificuldade
Dificuldade
{{articleDetail.image[0].alt}} {{articleDetail.image[0].alt}}
{{image.alt}} {{image.alt}}

Ingredientes

  • {{ingredient.ingredient}} {{ingredient.quantity}} {{ingredient.unit}}

TEMAS
{{freetag}}

{{articleCapitalLetter()}}

TEMAS
{{freetag}}

Ingredientes

  • {{ingredient.ingredient}} {{ingredient.quantity}} {{ingredient.unit}}

Os bebés podem viajar de comboio, avião ou barco, mas o meio de transporte mais apropriado é o carro pela autonomia que oferece.

A sua primeira viagem de carro

Se o seu bebé for recém-nascido deve ir numa alcofa especial fixada ao banco através de um arnês. A partir dos dois meses de idade já pode escolher entre uma vasta gama de cadeiras para bebé.

Deve preparar tudo antes do dia X e da hora H. Tome nota daquilo de que vai precisar antecipadamente, desde o termómetro e os antitérmicos aconselhados pelo seu pediatra, até às toalhitas húmidas, as fraldas e o muda-fraldas, sem esquecer o biberão, a água e uma muda de roupa caso surja algum imprevisto.

Até aos oito meses de idade não costumam dar problemas, uma vez que passarão uma grande parte do caminho a dormir. Basta não iniciar a viagem em horas de ponta ou de calor.

Se já tiver completado um ano, não se esqueça de levar bastantes munições para entretê-lo, incluindo as suas canções favoritas.

Não conduza mais de duas horas seguidas e faça paragens de cerca de 15 minutos, será benéfico para o seu bebé e para si.

Conselhos para viajar de avião

Bem apetrechada de brinquedos, comida, bebida, ‘chuchas’ e muita paciência, será mais fácil fazer com que os seus filhos se portem bem a 30 000 pés de altitude.

Viajar de avião não é fácil, terá que passar horas fechada com os seus filhos num espaço reduzido, além do tempo de espera no aeroporto, os choros provocados pela pressão e a vontade de se mexerem sem qualquer hipótese. Lembre-se que ao viajar com bebés o choro é praticamente inevitável.

Além disso, é importante que saiba que os bebés viajam nos braços dos adultos, uma vez que não pagam bilhete, embora lhe seja entregue um cartão de embarque relativo ao seu bebé, e que deve subscrever um seguro de voo para ele. Se houver algum lugar livre, não hesite em perguntar à hospedeira de bordo se pode utilizá-lo. Peça também um berço homologado. Assim ficarão mais confortáveis.
Convém ter à mão uma bolsa XXL com boiões de comida de bebé, biberões, snacks ou os produtos que achar mais convenientes para acalmar a sua fome, sede ou nervosismo.
Leve alguns brinquedos. Mas certifique-se de que ocupam pouco espaço e não emitem sons.
As operações de descolagem e aterragem produzem um zumbido nos ouvidos que costuma fazer as crianças chorar; pode atenuar o seu choro com uma chupeta, dando-lhe de beber com um biberão ou uma palhinha, e algumas bolachas para mordiscar.

Se o voo for longo, procure planificar o trajeto para durante a noite, pois assim o seu filho dormirá facilmente e você também poderá descansar. E não se esqueça de pedir lugares próximos da casa de banho, pois assim importunará menos as pessoas sentadas ao seu lado.

De comboio e barco

O comboio é o meio de transporte preferido por quase todas as crianças e também pelos pais. Nele divertem-se muitíssimo: pela vista panorâmica, pela possibilidade de darem um passeiozito até à cafetaria, porque há muito mais espaço para se moverem e porque tanto os assentos como as casas de banho são mais espaçosos. O inconveniente é que costuma ser mais demorado e que há destinos para os quais é impossível ir de comboio.

Realizam-se muito menos viagens de barco e, geralmente, são cruzeiros, que dispõem de animadores, clubes para crianças, piscinas, festas infantis e menus especiais. O principal inconveniente são os enjoos, e se os seus filhos forem muito pequenos deve estar sempre muito atenta porque num barco são muitos os obstáculos e perigos.

 

Como se faz?

TEMAS
{{freetag}}

Quer publicar algum comentário? Registe-se o Iniciar sessão

Publicar

Marta Sánchez

El cuerpo humano está compuesto por un 60% de agua, 18% de proteínas, 6% de minerales y aproximadamente 16% de grasa - esto significa que la proteína es el segundo nutriente más importande de nuestro cuerpo (después del agua).

Responder

Mónica naranjo

Los síntomas aparecen frecuentemente después de la ingesta de productos que contienen lactosa.

Responder

Marta Sánchez

El cuerpo humano está compuesto por un 60% de agua, 18% de proteínas, 6% de minerales y aproximadamente 16% de grasa - esto significa que la proteína es el segundo nutriente más importande de nuestro cuerpo (después del agua).

Responder