{{articleDetail.tags[0]}}

{{articleDetail.title}}

Dificuldade
Dificuldade
{{articleDetail.image[0].alt}} {{articleDetail.image[0].alt}}
{{image.alt}} {{image.alt}}

Ingredientes

  • {{ingredient.ingredient}} {{ingredient.quantity}} {{ingredient.unit}}

TEMAS
{{freetag}}

{{articleCapitalLetter()}}

TEMAS
{{freetag}}

Ingredientes

  • {{ingredient.ingredient}} {{ingredient.quantity}} {{ingredient.unit}}

   Comer várias vezes ao dia, repartindo os alimentos por 5-6 refeições diárias é uma boa estratégia para quem procura perder peso ou simplesmente para quem procura um maior equilíbrio energético ao longo do dia. Ingerir alimentos com frequência vai permitir que o organismo encontre um equilíbrio, evitando oscilações entre a privação e os excessos alimentares.

   Comer em intervalos regulares, evitando longas horas de jejum, permite evitar picos glicémicos e permite um equilíbrio hormonal que se reflete na nossa energia, humor e até concentração e rentabilidade a nível de trabalho.

   Permanecer muitas horas sem comer ou ter a sensação de apetite durante todo o dia são umas das principais causas dos ataques de gula. Após um período de restrição, quando se permitir comer, se estiveres com muito apetite irá fazer-te comer «a dobrar», para compensar o tempo perdido.

   Assim, chegar à hora das refeições principais com o apetite controlado faz com que seja racional nas escolhas alimentares e no tamanho das doses. Quem não passou pela experiência de chegar a um restaurante cheio de apetite? E o que aconteceu? Primeiro atacou as entradas como se o mundo fosse acabar; quando escolheu o prato principal, todas as opções da lista lhe pareceram «coisa pouca» e, perseguido pela ideia de que iria continuar com apetite, acabou por exagerar na dose, escolhendo provavelmente um dos pratos mais «pesados» da ementa!

   Para combater este cenário não saltes os lanches e, se necessário, faz uma pequena merenda 30 a 40 minutos antes do almoço ou do jantar. Isto vai acelerar o teu metabolismo, havendo um maior gasto calórico diário e vai, garantidamente, ajudar-te a controlar as porções e a fazer escolhas mais saudáveis nas refeições principais.

Mas importante realçar que não basta simplesmente pensar em comer várias vezes ao dia!

   Tão importante como comer, é saber o que escolher nestes pequenos snacks! Porque se estes forem feitos à conta de alimentos não saudáveis – riscos em açúcares e gorduras – e com elevada carga calórica, acaba por se perder o efeito saudável e ter o efeito inverso no nosso organismo!

Devemos optar assim por snacks equilibrados, com efeito saciante e pouco calóricos. Boas opções são fruta fresca, iogurte magro, gelatina de iogurte 15 calorias, palitos de legumes ou ovo cozido.

   Experimenta! Comer com regularidade vai obrigar o teu metabolismo a um constante funcionamento, tornando-o por isso mais acelerado e consequentemente, gastando mais calorias. Para além desta vantagem vai permitir-te ainda um maior controlo do apetite, evitando ataques de fome e descontrolo alimentar!

By Mariana Abecasis, especialista Danone. 

 

Sabe mais sobre a Mariana no Instagram: https://www.instagram.com/mariana_abecasis_nutricionista/

 

Como se faz?

TEMAS
{{freetag}}

Quer publicar algum comentário? Registe-se o Iniciar sessão

Publicar

Marta Sánchez

El cuerpo humano está compuesto por un 60% de agua, 18% de proteínas, 6% de minerales y aproximadamente 16% de grasa - esto significa que la proteína es el segundo nutriente más importande de nuestro cuerpo (después del agua).

Responder

Mónica naranjo

Los síntomas aparecen frecuentemente después de la ingesta de productos que contienen lactosa.

Responder

Marta Sánchez

El cuerpo humano está compuesto por un 60% de agua, 18% de proteínas, 6% de minerales y aproximadamente 16% de grasa - esto significa que la proteína es el segundo nutriente más importande de nuestro cuerpo (después del agua).

Responder